» » A força da cobra

A força da cobra

 

Apesar de comumente serem lembradas por seu veneno, as cobras são espécies extremamente fortes, e muitas delas usam apenas da força para capturar suas presas. A família Boidae abriga as mais famosas cobras constritoras (que sufocam suas presas para matar), e também as maiores cobras do mundo: jibóias e sucuris. Cobras desta famíia costumam evitar manter contato com seres humanos, e quando o contato acontece, os botes são meramente defensivos.


 

As Cobras mais Fortes

Uma das espécies mais fortes que existem é a Jibóia-constritora. Apesar de não ter veneno, essa serpente assusta pelo tamanho do corpo (são as maiores do mundo) e pela força descomunal. Essa espécie chega a atingir 5 metros de comprimento e costuma se aproveitar do tamanho exagerado para capturar e matar suas presas.

As jibóias normalmente são dóceis e se alimentam de mamíferos de pequeno e médio porte, aves e alguns répteis. Elas não se alimentam de animais de grande porte, pois engolem a presa inteira após a constrição, e, apesar de algumas delas abrirem suas mandíbulas em até 180 graus, não são capazes de abocanhar seres muito grandes. Já as sucuris conseguem engolir presas maiores, como veados e capivaras.


Cobras constritoras usam seu próprio corpo como arma de combate, envolvendo a vítima e esmagando-a, até que o coração da presa pare de bater e/ou a respiração cesse. Estima-se que a força de um abraço de cobra, também conhecido como “abraço-da-morte”, supere os 300kg. O abraço da morte é característica mais comum em cobras que não possuem veneno, mas algumas espécies peçonhentas também se aproveitam da força para dominar seus alvos.


Algumas espécies de cobra atingem comprimentos inacreditáveis. Já foram catalogadas cobras com mais de 10 metros de comprimento, e algumas espécies são capazes de permanecer mais de uma hora sem respirar, para conseguir capturar a presa.

Atualizado em: 28/09/2012 na categoria: Criar Cobras