» » A Evolução da cobra

A Evolução da cobra

 

As cobras são tão antigas quanto os dinossauros. Um dos fosseis de cobra mais antigos já encontrados pertence à espécie Najash rionegrina e data do período Cretáceo há mais de 90 milhões de anos. Esse fóssil foi encontra na região do Rio Negro, Patagônia, Argentina. A Najash era um tipo de réptil meio cobra, meio lagarto. Tem a forma de seus corpo muito alongado ele deveria se locomover sobre a terra como uma cobra serpenteando. No entanto, no fóssil encontrado há vestígios de duas pequenas e semi desenvolvidas pernas traseiras.


Outras espécies primitivas de cobras encontradas pelos paleontólogos é a Haasiophis terrasanctus. Essa espécie é ainda mais antiga que a Najash e foi encontrado no território de Israel em diversos lugares, inclusive em Jerusalém. Daí seu nome “terrasanctus” que significa em latim terra santa.

Como é a história das Cobras

Os estudiosos acreditam que as cobras tenham evoluído a partir de um tipo de lagartos terrestres da família dos Varonideos. Pertencem a essa família lagartos como o gigantesco Dragão de Cômodo, que podem chegar a alcançar mais de três metros e meio de comprimento. Os Varonideos são conhecidos também por serem muito inteligentes desenvolvendo complexas técnicas de caça e reprodução.

Geralmente é difícil de encontrar fosseis  bem preservados de cobras, o que dificulta bastante a investigação sobre sua evolução. Isto ocorre pois as cobras possuem um esqueleto muito frágil e por isso são de difícil preservação.


A descoberta da maior cobra do mundo ocorreu em uma região do norte da Colômbia onde foram encontrados vestígios fosseis de uma cobra que deveria possuía, pelo menos, 13 metros de comprimento e pesar cerca de uma tonelada. Ela foi batizada de Titanoboa cerrejonensis, cujo primeiro nome significa “Jibóia Gigante”. Esse impressionante animal poderia devorar tartarugas gigantes e até certas espécies de crocodilos que conviveram com ela à mais de 60 milhões de anos atrás.

Portanto, na há duvidas que as cobras tenham evoluído a partir de lagartos que progressivamente adaptaram-se a vida em buracos no subsolo ou em regiões pantanosas a partir do atrofiamento de suas patas traseiras e dianteiras e o alongamento do formato de seu corpo.


Atualizado em: 29/09/2012 na categoria: Diversos