A origem das cobras

Para os biólogos e estudiosos da área, a origem das cobras continua ainda a ser uma questão não resolvida. Há duas hipóteses aceitas como verdadeiras, e ambas são possíveis baseadas no corpo do animal e em como ele teria se tornado o que é hoje, já que toda espécie vive passa ao longo dos tempos por um processo de evolução.

a origem das cobras
A cobra seria uma evolução do lagarto

Há evidências fósseis que embasam a teoria de que as cobras podem ter evoluído dos lagartos do tipo escavadores durante o período histórico conhecido como Cretáceo. Um fóssil de cobra chamado de Najash rionegrina era um animal com duas pernas com um sacro e totalmente terrestre. Segundo os estudos, um sobrevivente desse ancestral seria o monitor Lanthanotus de Borneo.

Os pesquisadores concluíram que as espécies evoluíram seus corpos para algo mais simplificado para se esconder e não precisavam das patas, o que resultou na perda de seus membros. De acordo com esta hipótese, recursos como os pálpebras fundidas e  transparentes e orelhas externas evoluíram para lidar com dificuldades de viver dentro da terra, já que haveria arranhões nas córneas e sujeira nas orelhas. As pesquisas indicam que as cobras primitivas tinham membros posteriores, mas seus ossos pélvicos não tinham uma conexão direta com as vértebras. 

a origem das cobras

A cobra poderia ter evoluído de um anima aquático

Uma hipótese com base na morfologia sugere que os ancestrais das cobras são relacionados com morossauros, répteis que viviam na água há milhões de anos, quando ainda tínhamos dinossauros na terra. De acordo com esta hipótese, as pálpebras transparentes de cobras são uma evolução para viver na água e combater a perda de água por osmose da córnea, e os ouvidos externos foram perdidos por falta de uso em um ambiente aquático. Isso explica a origem da serpente do mar.

Estudos realizados nos últimos anos têm mostrado que as cobras não são tão intimamente ligadas aos lagartos como se acreditava e, portanto, a evolução aquática seria a mais provável.