Cachorro salva família de ataque de cobra

O instinto de proteção aos humanos dos fiéis cachorros vai muito além do perigo iminente a sua própria vida. Ao menos é isso que prova o cachorro em Mato Grosso, que tentou salvar um de seus donos de um ataque de cobra, um menino de apenas dois anos. A cadela de nome Belinha passa bem, mas está sob cuidados em um hospital veterinário ainda.

cachorro tenta salvar crianca de ataque de cobra

A dona do cachorro chegou em casa depois de um culto na Igreja e notou que o animal estava agindo estranho. A dona da cadela é auxiliar de limpeza Patrícia dos Santos Camargo, de 28 anos, chegou em casa e o animal não fez a euforia costumeira de ir atrás da moto receber a dona e seu filho de apenas dois anos. O animal estava estático no jardim por muito tempo apenas fazendo movimentos em torno do mesmo lugar.

Algum tempo depois chegou o esposo de Patrícia e mesmo assim o animal não fez a costumeira festa de recepção. O casal resolveu investigar o que estava de errado e notou que tinha sangue na cadela. Ao iluminar o local viu a cobra pronta para o ataque e tentou dar machadadas no réptil. Com dois golpes a cobra foi morta, deixando a mensagem clara que a cadelinha Belinha estava de prontidão para que ninguém se aproximasse do local, pois havia perigo.

O corpo de bombeiros foi acionado para encaminhar o cachorro a um hospital veterinário. Belinha está bem, mas sobreviveu apenas pela agilidade dos donos em resgatar o animal para os devidos cuidados médicos. A cobra que estava no jardim de Patrícia era do tipo espécie Bothrops alternatus, popularmente conhecida como Urutu Cruzeiro, do tipo peçonhenta. Os primeiros socorros e a aplicação do soro antiofídico foram cruciais para a saúde de Belinha, que está se recuperando bem e feliz com a nova fama de heroína.

Um comentário

  1. Gustavo says:

    Matar a cobra pra quê?
    Capturar e devolver ao habitat natural seria o certo, ela não mordeu a cachorra por diversão, cobras só atacam pra se alimentar ou pra se defender.

Deixe um comentário