» » Serpentes não escutam

Serpentes não escutam

As serpentes, da classe dos Tanatofídios, são répteis de sangue frio, que são rastejantes e não possuem membros, oferecem sentidos como pálpebras e aparelhos auditivos externos, se enrolando para que não perca calor, pois o metabolismo do animal não possui sistema que oferece calor, possui uma visão deficiente e por este motivo contam com um conjunto de órgãos sensoriais para que compensem esta deficiência, e um destes órgãos é a língua que é bifurcada, servindo para sondar o ambiente e captar partículas que estiverem soltas no ar levando a um orifício que fica no palado onde é feita a identificação da partícula para que ela dê o bote. No mundo existem mais de 2300 espécies conhecidas espalhadas por aí, e no Brasil elas são popularmente chamadas de cobras.


Sem ouvidos

A maior parte das espécies de serpentes não possuem cavidades com tímpanos, o que significa que não possuem ouvido externo, e o seu ouvido interno é muito complexo, por este motivo não tem o poder de escutar como acontece com os diversos animais, principalmente com os mamíferos.

E a audição destas serpentes depende das vibrações e por isso estão sempre enrodilhadas com a sua cabeça sobre o corpo ou mesmo lançadas no solo, pois sentem as vibrações da pegada de um animal de grande porte  de longe ou de humanos, e a vibração acontece no solo vibrando a sua mandíbula que vibra um ligamento que prende a mandíbula a um osso, que possui a mesma função que o estribo, e assim que estas mensagens acabarem por ser mandadas ao encéfalo, é onde a serpente percebe que existe algo ali por perto porém precisa verificar a sua direção e desta forma com outros órgãos de sentidos elas reconhecem o tipo de presa ou predador que estiverem pelo seu caminho e acabam por os atacar.

As serpentes são animais muitas vezes dóceis e bastante complexos, tanto que muitos cientistas já realizaram diversos estudos específicos quanto aos animais e não tiveram respostas para diversas atitudes destes animais que muitas vezes surpreendem parecendo que possuem uma percepção própria semelhante á humana, algo que ainda a ciência não desvendou.


Atualizado em: 14/09/2012 na categoria: Diversos