Cobra Jararacuçu

Se você pensa em fazer uma lista das cobras mais perigosas e as que você deve temer de verdade, a Cobra Jararacuçu é uma das que deve encabeçar o topo das suas anotações. Altamente venenosa, sua beleza não deixa de assustar ao saber que esta cobra pode matar um homem adulto com a mesma facilidade que uma facada ou uma bala o faria. Seu nome mais conhecido é jararaca, uma cobra que vive em ambiente nacional. 

Hábitos alimentares da Cobra Jararacuçu

Geralmente encontrada em tom de pele acinzentado, a Cobra Jararacuçu é uma das cobras brasileiras mais perigosas. Conhecida também por forte, pode comer até um boi inteiro e uma vaca, já sendo encontrada devorando capivaras e outros animais de grande porte para uma vaca. Mas não  é por poder comer uma vaca que ela se alimenta deste animal sempre. Pode ser encontrada também se alimentando de roedores, alimento comuns aos répteis desta espécime. 

O veneno da Cobra Jararacuçu é um dos mais venenosos encontrados entre as cobras brasileiras. Sua cura pode ser obtida com o soro, já produzido e encontrado em hospitais nacionais.

Cobra Jararacuçu

Habitat da Cobra Jararacuçu

Infelizmente esta é uma cobra que não teme o humano, e por isso pode ser encontrada mais comumente em matas fechadas, mas também em locais mais abertos como centros urbanos. A Cobra Jararacuçu já foi vista em piscinas próximas a matas, em locais mais abertos como campos de futebol e até em jardins quando o alimento faltou em suas pequenas reservas verdes.

Reprodução da Cobra Jararacuçu

As cobras podem ser ovíparas ou vivíparas. Estas são do tipo vivíparas, ou seja, não colocam ovos para se reproduzir. Tais animais nascem prontos do útero da mãe e já nascem se alimentando normalmente, buscando seu caminho. Cobras não costumam mimar ou alimentar seus filhotes, por isso elas nascem prontas para pegar suas próprias presas.

 

 

29 Comentários

  1. Osvaldo Luiz Balbinot says:

    Com todo o respeito, a imagem mostrada não corresponde a uma jararacuçu. Pode ser uma Cotiara ou a frequente Jararaca. Jararacuçu é inconfundível, amarela-preta e com os desenhos bem distantes do mostrado.

    • Luis Claudio says:

      As amarelas são fêmeas, as cinzas são machos.

    • Ronaldo says:

      Precisa respeito não, esse tal Jararacucu que come boi e apelido do administrador da fazenda que enrabou o escritor do texto.

    • Antonio Carlos Ortolan says:

      Algum biologo deveria fazer uma escala das cobras e do grau de periculosidade destas,
      Vejam abaixo quantas dúvidas a respeito. Qual é a mais peçonhenta, a mais perigosa das
      cobras do Brasil ? Só da familia da jararaca existem um monte, incluindo a urutú e a jararacuçu, na amazonia existe outras especies locais extremamente venenosas.
      Taí a sugestão, façam uma relação completa, isso ajudaria e muito a população ,

  2. Osvaldo Luiz Balbinot says:

    A ‘lenda’ em torno desta serpente se deve ao fato de sua cabeça (enorme) inocular cerca de 3 1/2 vezes mais veneno do que as demais cobras, resultando em acidentes com sequelas graves, como gangrena e posterior amputação do membro atingido.

  3. talita says:

    é muito interessante saber um pouco sobre as cobras

  4. ELZA SIMIAO says:

    matamos uma cobra na chácara em Ibiuna, entra no facebook de elza simiao neves para confirmarem se é mesmo a Jaracuçu,

  5. cleber says:

    Falar que jararacuçu engole boi? isso não existe
    procure melhor seu conhecimentos sobre cobras
    sou biologo a 20 anos!

  6. daniel candine says:

    meu pai mato uma jararacuçu

  7. wesley says:

    aff nada a ver esse texto,falou coisas que uma cobra tipo a jibóia ou a sucuri podem fazer,nunca que uma jararacuçu vai engolir uma vaca ou uma capivara,ainda mais um homem e fora que a imagem nem é de uma jararacuçu,e muito menos as cores citadas no texto acima,se quiserem ler sobre a jararacuçu procurem outro texto para ler,pois esse um está falando coisas que não tem nada a ver,bando de ignorantes

    • Célio says:

      O cara que falou que a jaracucu pode matar um boi em questão de horas mata sim,com o veneno de uma picada. Eu perdi uma vaca levou uma picada.
      Têm gente aí se confundindo matar um boi por engolir boi, ela pode sim comer boi depois de morto, come normal, ela não engole, feito uma anaconda.

  8. Senhor Nilson says:

    Eu gostaria de que me tirasse uma duvida:
    – A jararacuçu tem chocalho como o de uma cascavel?

  9. ale says:

    Algumas informações no texto estão equivocadas. Como disse o biólogo, animais de grande porte, como os citados, não fazem parte da dieta da Jararacussu/bothrops jararacussu. Embora seja um animal peçonhento e até perigoso, não é recomendável matá-la. Evidentemente, salvo algumas exceções. Ela faz parte de uma cadeia na natureza que mantém o meio equilibrado. Existem muitas lendas ou formas de pensamento errôneos sobre as cobras venenosas, como se o objetivo maior de sobrevivência delas estivesse ligado exclusivamente ao ataque a seres humanos. E Sr. Nilson, elas não tem chocalho como as Cascavéis, mas há vários relatos de que, quando em uma situação onde elas se sentem ameaçadas, batem sistematicamente o final da rabo contra o chão.

  10. Leonardo says:

    Aos 5 anos tive ganhei de presente de uma jaracuçu : 20 dias de internação e uma cicatriz na perna … Portanto , muito cuidado com esta criatura !!

  11. Wilson says:

    Quero saber qual das imagens mostradas é da jararacussu, pois depois de uma enorme enchente em fevereiro de 2015, começou aparecer uma grande quantidade destas serpentes com desenho de borboletas pelo corpo.Quando ameaçadas enlarguece o pescoço.Presciso saber se realmente é a jararacussu e se consigo o foro anti ofídico para ter na fazenda??

  12. wilson says:

    Qyero saber qual das imagens mostradas é da jararacussu, pois após uma enorme enchente em fevereiro de 2015, infestou a fazenda no município de Corinto/ MG com serpentes com desenho de borboletas pelo corpo.Quando ameaçadas enlarguece o pescoço.Presciso ter certeza se é a jararacuçu e se consigo o soro anti ofídico para deixar na fazenda, pois esta a 70 km da cidade??Ficarei agradecido se puderem me ajudar pois temos crianças, e foram encontradas no jardim, próximo a casa.

  13. alex says:

    essa cobra é uma desgraça, se alguem quiser comprar algumas no meu sitio tem de kg. posso vender p tirar soro. essa cobra mata um boi em questão de horas sim.

  14. bruno pereira levandoski says:

    Este texto com a outra está ok

  15. SIlas says:

    Me desculpe a sinceridade, mas qual o seu conhecimento sobre serpentes? Onde se viu uma Jaracuçu engolir um boi? Estude um pouco mais antes de postar baboseiras.

  16. Nágila Freitas says:

    Minha mãe encontrou uma jaracuçu dentro do quarto dela, graças a Deus era só um filhote e agora tá tudo bem …

  17. Cleber says:

    A jararacocu não engole um boi nem mesmo um gato mas o veneno dela mata um boi em poucas horas a partir da picada e ela é amarela esverdeado e preta. E a cobra q incha o pescoço quando sente se ameaçada é a capitão do campo aqui em Divinopolis na fazenda do meu avô tem as duas à rodo

  18. Ricardo says:

    Busquei um texto pra me informar e vi que tenho mais informação que o autor! Tá aí os males da Internet.

  19. Djalma de Almeida says:

    As várias pessoas acima que mataram jararacuçu, devem se apresentar à justiça pois é crime inafiançável depredar a fauna brasileira. Sejam decentes e se apresentem para cumprir suas penas.

  20. Yuusuke Maeda says:

    A imagem tratada no site se refere a uma Bothrops cotiara, dá pra se ter a base nos padrões do dorso que é inconfundível. Como Osvaldo Luiz Balbinot diz, a popular Jararacuçu possuem características marcantes como “coloração amarela-preta e com os desenhos bem distantes do mostrado”.

  21. Raptaz says:

    Onde jaracuçu pode engolir um boi, nem jiboia faz isso. E claro tem muito historinha que jiboia comeu boi ou vaca, só falta inventar que comeu um elefante.

  22. Pedro Garcia says:

    Você não conhece espécie nenhuma…confundiu tudo, escreveu porcarias, coisas inexistentes…me desculpe…mas você é um ignorante desinformado!

Deixe um comentário