» » Cobra montanhosa sotsil pitviper

Cobra montanhosa sotsil pitviper

Conhecida pelo nome científico de Cerrophidion tzotzilorum, a Cobra montanhosa sotsil pitviper é uma cobra do tipo venenosa que infelizmente não vive no Brasil. Ela tem a pele escamosa que combina com sua tonalidade, formando uma espécie de mosaico que complementa as cores marrom e preto em nuances ao longo do seu corpo. Pode ser conhecida em algumas cidades como cobra mexicana do deserto ou cobra rara do deserto. Não é reconhecido pelos pesquisadores nenhuma subespécie.

Cobra montanhosa sotsil pitviper


Habitat da Cobra montanhosa sotsil pitviper

Mesmo não sendo uma cobra brasileira, esta espécie rara não fica muito distante do nosso países. Pode ser vista em diversas cidades do México, mais comumente nas mais afastadas dos centros urbanos. Costuma ser vista Meseta Central de Chiapas, no México. Seu habitat são florestas rochosas e de clima temperado a quente. Costuma se abrigar em copas de aves ou entre rochas, onde consegue se camuflar melhor por suas escamas mais escuras e densas.

Cobra montanhosa sotsil pitviper

Alimentação

Como é uma cobra de porte mediano, costuma ser vista caçando animais maiores. Vive mais em ambiente terrestre, o que lhe permite ter acesso a animais de médio porte também. Mas não é uma cobra muito grande, chegando a não mais que 50 cm de comprimento total. Mas como é moderadamente forte, pode se alimentar de pequenos mamíferos, roedores, aves e algumas outras cobras ainda menores. Costuma lançar seu veneno na mordida, que causa tontura e deixa o animal com vertigem, tornando-se assim uma presa fácil para ser agraciada como alimentação da Cobra montanhosa sotsil pitviper.

Esta cobra é considerada em extinção no México, pois suas escamas raras acabaram por gerar uma caça em larga escala para a fabricação de artigos femininos como bolsas, sapatos e carteiras. Contudo, ainda pode se reerguer naturalmente, já que sua caça é proibida e esta espécime costuma se reproduzir rápido quando em condições ideais.


Atualizado em: 04/07/2013 na categoria: Espécies