» » Cobra Mostruosa

Cobra Mostruosa

Cobras monstruosas que caçavam no passado e principalmente no continente americano, já foram pano de fundo até mesmo filmes de sucesso de Hollywood e outras produções ao redor do planeta.

O perigoso encontro entre uma terrível anaconda e o homem, já foi retratado com requintes de crueldade e até de terrorismo puro.


Muitos afirmam terem vistos monstros como estes ao redor do planeta e garantem que são capazes de devorar, e engolir presas enormes, sem parti-las nem separá-las engolindo de uma só vez.

Fatos da História

Fatos e histórias dão conta de que animais como vacas e bois no pasto, de tamanhos adultos, ou até mesmo jacarés e crocodilos, já foram vitimados e transformados em aperitivos por estas famigeradas e cruéis cobras monstruosas.

As monstruosidades retratadas pelas cobras que habitavam ou até mesmo habitam a América, é sinônimo de curiosidade e desconfiança, mas por detrás de tudo o que se fala em termos de cobras, o que se tem de real, retratado e catalogado pelos cientistas, são animais grandes de tamanhos que vão e podem ser comprovados de no máximo11 metros.


As jibóias no continente americano, mais precisamente na América do Sul, dão conta e conseguem alcançar este tamanho gigantesco realmente. O que é importante ressaltar é que a ciência não afirma que estas espécies “não podem alcançar tamanhos maiores”, a ciência e os cientistas, apenas relatam e afirmam a que os exemplares em seu poder e catalogados, medem no máximo11 metros.

Diante desta incógnita, é possível afirmar que uma monstruosa cobra poderia ou até mesmo pode caçar na América e ficar a espreita de sua presa?


O que podemos ter em mente é o seguinte, se isto acontece pode ser real até porque a pessoa não sobreviveu para relatar, e no caso de ter sobrevivido, o imaginário e o medo, normalmente aumentam as dimensões da história a ser retratada, o melhor mesmo é não depararmos com um monstro pré-histórico destes e deixar “os contos e as estórias” por conta do imaginário e do desejo de se manifestar perante os outros.

O que é real e salutar fazer, além de prudente é sempre que nos depararmos com um réptil deste em qualquer tamanho e espessura, é sairmos de seu território, para não sermos vitimas acidentais de um enfrentamento anormal.

 

Atualizado em: 23/10/2012 na categoria: Espécies