» » Como as Cobras Respiram

Como as Cobras Respiram

Enganam-se quem diz que as cobras não têm nariz e que respiram pelo órgão de Jacobson, que é um órgão que fica dentro de sua boca, quando a cobra bota a língua para fora ela está respirando, isso é uma enorme mentira.


Serpentes não respiram pela a língua, e muito menos as utilizam para tatear, elas respiram normalmente pelas narinas, sim elas têm narinas, presentes na parte frontal de sua cabeça bem na ponta do focinho, como na maioria dos animais o que acontece é que a língua delas não é como a nossa, é bífida (ou seja, possui duas extremidades) e a projetam para fora da boca a fim de captar partículas de odor no ar e levar para o órgão de Jacobson, que fica no palato (céu da boca).

Identificando sua Presa

Fazendo isso ela pode identificar qualquer animal que está próximo a ela e se preparar para atacar se for uma presa ou fugir se lhe representar alguma ameaça, s cobras apresentam respiração pulmonar e os pulmões são bem desenvolvidos, os brônquios ramificados, a grande maioria desses animais, cerca de 90%, apresenta somente um pulmão, as cobras tem suas diferenças dos animais comuns, e apesar do que muitos pensão, as cobras não podem respirar em baixo da água, pelo menos não todas, sim assim como nos e muitos outros animais não aquáticos elas precisão subir até a superfície para poder respirar, e só então voltar a mergulhar.


 

A verdade é que muitas das cobras que pegam suas presas nas beras de rios e lagoas e as puxão para a água para matados afogados, também podem se afogar,  as cobras gostam muito de água e locais úmido, as maiores podem ser encontradas no Brasil, mais especificamente na Amazônia, perto dos rios e locais úmidos, esses animais são imprevisíveis e devemos sempre lembrar de nunca tentar matar uma cobra dessas, o mais correto e fugir, ou deixá-la em paz, a captura, caça ou morte deste bicho é um crime ambiental, já que é um animal que faria grande falta em nossa natureza, no caso de uma cobra fora de seu habitat, o mais correto a fazer é entrar em contato com o IBAMA, ou o controle de animais de sua região para que um profissional possa agir e não prejudicar ninguém.


 

Atualizado em: 22/11/2017 na categoria: Espécies