Diferença entre a Cobra Coral Verdadeira e Falsa

A única diferença verdadeira entre a cobra coral verdadeira e falsa é a sua dentição. A cobra coral verdadeira possui dentição do tipo proteróglifa, enquanto as falsas-corais possuem dentição opistóglifa ou áglifa.

Ao contrário do que muitos pensam não é a cor ou a distribuição dos anéis da cobra coral verdadeira que as diferenciam das corais falsas, já que essas últimas podem mimetizar as corais verdadeiras perfeitamente, ou seja, desenvolver características (nesse caso, as cores e distribuição dos anéis) semelhantes ou mesmo idênticas às da coral verdadeira para amedrontar seus possíveis predadores, se valendo disso como mecanismo de defesa.

Por causa disso não se deve acreditar no antigo ditado muito conhecido e utilizado para diferenciar uma falsa-coral da verdadeira: “Vermelho com amarelo perto, fique esperto. Vermelho com preto ligado, pode ficar sossegado”.

Dentição da Cobra Coral Verdadeira

Os dentes da cobra coral verdadeira são pequenos e não retráteis. Eles ficam na parte da frente do seu maxilar superior e servem para injetar o veneno na vítima.

A cobra coral verdadeira não consegue picar e nem dar o bote. Ao invés disso, ela precisa morder e ficar presa a sua vítima para conseguir injetar o veneno. É por isso que a cobra coral verdadeira só oferece perigo quando está muito perto de sua vítima ou é manuseada.

Dentição da Cobra Coral Falsa

As falsas-corais podem apresentar dois tipos de dentição:

  • Opistóglifa: os dentes que injetam o veneno na vítima ficam na parte de trás do maxilar e por isso oferecem pouco perigo para o homem;
  • Áglifa: nesse caso, os dentes são maciços e não estão ligados a glândulas produtoras de veneno. Mesmo assim esse tipo de cobra pode morder sem causar, no entanto, maiores problemas.

Leia também: