» » Por que as cobras são geladas?

Por que as cobras são geladas?

A pele das cobras é coberta por escamas. As escamas do corpo podem ser lisas ou granulares. As suas pálpebras são escamas transparentes que estão sempre fechadas. Elas mudam a sua pele periodicamente (em um processo conhecido como ecdise ou muda). Pensa-se que a finalidade primordial desta é remover os parasitas externos. Esta renovação periódica tornou a serpente num símbolo de saúde, como por exemplo, no símbolo da medicina (o bastão de Esculápio). Nos Caenophidia, as escamas ventrais e as fileiras largas de escamas dorsais correspondem às vértebras, permitindo que os cientistas contem as vértebras sem ser necessária a dissecação.


Funcionamento do Organismo

As cobras ficam quietas, quando fazem a digestão. A digestão nas cobras é uma atividade intensa, principalmente porque ela ingere os animais inteiros. É tanto que a temperatura da cobra, que é geralmente fria, sobe até 6 graus acima da temperatura ambiente.

Se ela se sentir ameaçada logo após a refeição, normalmente irá vomitar a presa para tentar fugir.

Porque eles não conseguem manter a temperatura do corpo estável. “A temperatura desses animais varia de acordo com a do ambiente. Quando querem se aquecer, expõem-se ao calor. Quando estão muito quentes e precisam se resfriar, procuram lugares protegidos do sol”, afirma o zoólogo Miguel Trefaut Rodrigues, da USP. As aves e os mamíferos são os únicos animais do planeta que podem ser considerados de sangue quente, pois conseguem controlar o nível de calor por diversos mecanismos internos.


Nos seres humanos, por exemplo, a transpiração e o tremor são formas que o corpo usa para evitar, respectivamente, o aumento e a redução excessiva da temperatura. Como os répteis não conseguem fazer o mesmo, os organismos deles precisam funcionar de maneira bem mais econômica, evitando o desperdício de calor. É por isso que durante o inverno, em regiões gélidas, muitos animais de sangue frio costumam hibernar.

Além deles, outros animais também apresentam essa característica, exceto mamíferos e pássaros. Tendo o sangue frio, o organismo não gasta energia para manter a temperatura estabilizada, quando precisam de calor, eles simplesmente vão para lugares onde batem sol e se aquecem. A temperatura ideal varia de um animal para outro, ficando entre 25 e 40°C. Os chamados animais de sangue quente como o homem, precisam gastar energia para manter a temperatura de seu corpo em 36°C. Isso é realizado com a queima de glicose. Assim nos dias frios, comem mais para conseguir o seu combustível. Répteis têm um metabolismo muito mais econômico e podem viver com pouco alimento, mas dificilmente sobreviveriam no pólo sul ou resistiriam a uma glaciação.


 

Atualizado em: 07/09/2012 na categoria: Espécies