Surucucu – Surucucu Pico-de-Jaca e Surucucu-de-Fogo

Surucucu é o nome popularmente conhecido da serpente Lachesis muta, também chamada de surucucu-pico-de-jaca e surucucu-de-fogo. É considerada a maior cobra venenosa da América do Sul, podendo atingir até 3,5 metros e, no Brasil, é encontrada na Amazônia, Mata Atlântica e Nordeste, em matas úmidas.

A superfície da pele da surucucu é amarela-esverdeada com manchas em formas semelhantes a losangos na cor preta e é uma cobra de hábitos noturnos. É uma serpente ovípara e possui dentição solenóglifa: dentes fortes e retráteis na parte da frente do maxilar superior.

A surucucu consegue achar presas e identificar predadores pelo calor que capta através de suas fossetas loreais, dois órgãos sensoriais em forma de cavidades que ficam entre os olhos e a boca e se alimenta de pequenos mamíferos, como roedores (ratos, esquilos e cotias).

Apesar de ter fama de agressiva, ela só adota esse comportamento quando invadem o seu território, mas pode ser tranquila quando em cativeiro. Existem, também, os nomes populares surucucu-do-brejo e surucucu-tapete, mas na verdade eles referem-se a outras espécies de serpentes.

Tipos e nomes da cobra Surucucu

  • Surucucu-pico-de-jaca (Lachesis muta)

É a surucucu verdadeira. Essa é uma denominação muito usada na região amazônica, que provém da semelhança da superfície da surucucu com a casca de uma jaca, principalmente pela cor e textura escamada.

  • Surucucu-de-fogo ou Surucucu-apaga-fogo

É a mesma serpente (Lachesis muta), só que com outra nomenclatura. É o nome mais conhecido da surucucu na Bahia. Alguns povos da Mata atlântica e Amazonas afirmam que quando a surucucu se depara com fogo ela fica furiosa e defere incontáveis botes contra ele, chegando a morrer muitas vezes carbonizada.

Segundo estudiosos essa é uma lenda que pode apresentar algumas verdades e é responsável pelo surgimento do nome surucucu-de-fogo ou surucucu-apaga-fogo.

  • Surucucu do brejo (Mastigodryas bifossatus)

Apesar de ser chamada popularmente de surucucu, ela não pertence à família Viperidae, a mesma da surucucu verdadeira, e sim à família Colubridae. A surucucu-do-brejo tem comportamento agressivo, apesar de não ser venenosa e é encontrada geralmente na região central e do sul do Brasil. É uma cobra terrestre, mas sempre é avistada próxima as águas, por isso recebeu esse nome.

  • Surucucu-tapete (Bothrops jararacussu)

O nome popular surucucu-tapete refere-se à cobra jararacuçu (Bothrops jararacussu Lacerda), outra espécie diferente de serpente, mas que também pertence à família Viperidae.

Picada da Surucucu

A picada da surucucu é extremamente nociva ao ser humano e pode matar uma pessoa em poucas horas. Seu veneno é laquético e tem a capacidade de lesionar o sistema nervoso central, sangue e proteínas.

Os principais sintomas da picada da surucucu são muita dor e inchaço no local da picada, bolhas, necrose, queda da pressão arterial e distúrbios na coagulação do sangue, perda temporária da visão, vômito e cólicas abdominais.

Esses sintomas podem variar e vão depender da quantidade de veneno que foi inoculado pela cobra. O soro antiofídico a ser utilizado para tratar os sintomas da picada da surucucu é o antilaquético ou antibotrópico-laquético.


Leia também:

Tipos de Cobra Amarela

Qual a Cobra mais Venenosa do Brasil?