» » Urutu Cruzeiro – Cobra Urutu

Urutu Cruzeiro – Cobra Urutu

A Urutu Cruzeiro é uma cobra da espécie Bothrops Alternatus, da mesma família da jararaca. É encontrada especialmente no Centro-Oeste e Sul do Brasil, além do Uruguai, Paraguai e Argentina. O veneno da Urutu Cruzeiro é extremamente tóxico, perdendo apenas para a jararaca-ilhoa.

Principais características da Urutu Cruzeiro

Seu nome é originado do tupi. Cruzeiro tem como referência a mancha em formato de cruz que a espécie carrega na cabeça, uma das marcas registradas da cobra urutu. Pertence à família Viperidae, da jararaca, cascavel e surucucu, outras espécies de cobras venenosas.


Serpente Urutu Cruzeiro – Bothrops Alternatus

Em média, a cobra Urutu vive vinte anos e sua espécie adulta chega a medir um metro e sessenta centímetros de comprimento. Sua pele possui três cores: castanho-escuro, castanho-claro e bege, sendo um de seus maiores chamativos.

As cobras Urutu Cruzeiro vivem em matas, campos e brejos nas regiões sul, centro-oeste e sudeste do Brasil e são muito ágeis e rápidas. Também é comum encontrá-las em campos na Argentina e Paraguai.

Sua alimentação conta com espécies de lagartos, aves, ratos, preás, camundongos e outros mamíferos de pequeno porte, que podem ser engolidos rapidamente e facilitem sua digestão.

As fêmeas são ovovíparas e podem dar à luz de 10 a 18 filhotes de urutu por vez em cada parto. Geralmente os partos acontecem na época do verão, sendo o calor propício para a reprodução da espécie. Um fato interessante é que os filhotes de Urutu já nascem bem desenvolvidos.


Há alguns tipos de cobra Urutu que chamam a atenção por serem exóticas, como é o caso da Urutu Dourado. Relatos contam que a espécie é totalmente dourada, medindo até quatro metros. Ela costuma habitar tocas dentro de rochas em matas serranas. É difícil encontrar exemplares dessa espécie.

Além da dourada, é possível encontrar também a cobra urutu preta, da mesma família. Esta espécie é mais difícil de identificar em matas, especialmente pelo seu hábito noturno e cor escura.


Leia também:

Urutu cruzeiro corre atrás das pessoas?

Em geral nenhuma cobra corre atrás das pessoas e assim é com a Urutu Cruzeiro. Porém, ela é muito agressiva quando sente-se ameaçada e com um bote muito rápido, dificilmente alguma presa consegue escapar dela.

Por ter a visão pouco desenvolvida seu ataque acontece, em geral, à noite. Aliás, vale ressaltar que a Urutu Cruzeiro tem hábitos noturnos, sendo que começam a aparecer no fim da tarde e cair da noite.

Picada e veneno da Urutu Cruzeiro

Uma picada de cobra Urutu é muito prejudicial à saúde, visto que é uma espécie peçonhenta e venenosa, tendo um dos venenos mais tóxicos entre as cobras encontradas no Brasil. É preciso ficar atenta com elas, porque quando estão ameaças a Urutu Cruzeiro dá o bote picando seu alvo.

As presas são vasadas por canais, que são utilizados para inocular o veneno produzido pelas glândulas, normal em espécies classificadas como solenóglifas, ou seja, seus dentes são grandes e por isso a inoculação de veneno é muito eficiente.

O veneno da Urutu é o mesmo de cobras do gênero Bothrops. Em contato com o corpo, seu veneno é letal, causando inchaço no membro atingindo, tontura, náuseas e necrose. A morte da vítima se dá pelas complicações do veneno na corrente sanguínea. O soro antiofídico utilizado para tratar pessoas picadas pela serpente Urutu é o soro antibotrópico.

Fotos da Cobra Urutu Cruzeiro

Atualizado em: 27/05/2018 na categoria: Espécies