Por que algumas cobras matam quando picam e outras não?

Você já deve ter lido em nosso site que alguns venenos são fatais e outros não. Por que? Porque alguns são mesmo mais nocivos que outros, e isso varia de espécime para espécime e outros fatores a serem levados em consideração em relação a vítima picada.

veneno de cobra

As cobras, quando peçonhentas, emanam de suas presas para as vítimas venenos que são conhecidos como toxinas, que podem servir para diversos fins. As mais perigosa é a neurotoxina, que ataca o cérebro e paralisa as funções vitais como coração e membros, o que impossibilita a vítima de se mover. As neurotoxinas vão pela corrente sanguínea até o cérebro, passando pelas artérias e indo para o coração, o paralisando também. É por isso que alguns venenos são mortais, e outros não.

As cobras podem emanar toxinas que são feitas apenas para paralisar os membros, sem intensão de matar, e por isso não são fatais. A maior parte das cobras peçonhentas mordem e injetam este tipo de veneno, e uma boa parte nem é venenosa, não oferecendo mais risco que a dor e o susto da picada.

veneno de cobra

A vítima pode ou não morrer com um veneno

Muitos fatores influenciam para uma neurotoxina não ser fatal em uma picada de cobras. Uma delas é o local que a cobra morder. Se for apenas na pele, sem tocar em alguma veia ou perfurar uma artéria, o veneno deve se espalhar de forma muito mais lenta no corpo do que se fosse em um dos vasos, deixando um período razoável de tempo para a vítima ser socorrida e acaba por salvar a vítima.

O peso da vitima também influencia na fatalidade da picada da cobra. Quanto maior e mais gorda, mais tempo o fluxo de sangue vai levar para passar o veneno para os órgãos vitais. É por isso que picadas de cobras são consideradas fatais em especial quando atingem crianças, com baixo peso e estatura.